24 agosto 2015

QUEM TRABALHOU NA CASA HIPÓLITO?


2015 é o ANO EUROPEU DO PATRIMÓNIO INDUSTRIAL E TÉCNICO.
Em Torres Vedras vai realizar-se uma iniciativa, integrada no programa nacional, que tem como tema central a Casa Hipólito.

Veja-se em pormenor:


Aqui fica o convite a todos os amigos do Património de Torres Vedras. Trata-se de preservar a memória daquela que foi a maior empresa industrial do concelho ao longo do século XX.



09 agosto 2015

RESTAURO DOS AZULEJOS DO CLAUSTRO DO CONVENTO DA GRAÇA









Saudamos vivamente as obras iniciadas há algumas semanas. Os valiosos painéis do século XVIII, cuja autoria é atribuída ao Mestre PMP, estavam em processo de degradação.
Como trabalho prévio, havia que isolar o piso superior do claustro, por onde se infiltrava a água da chuva que fragilizava as paredes de baixo. Isso foi feito há uns meses.
Agora são os próprios painéis que estão a ser restaurados, num trabalho complexo que só pode ser feito por empresas especializadas.
Empresa escolhida: a NOVA CONSERVAÇÃO - a mesma que procedeu ao restauro do Chafariz dos Canos, trabalho magnífico que acompanhámos em 2011/2012.

25 julho 2015

CAFÉ IMPÉRIO




É sabido que este emblemático espaço de convívio, no centro de Torres Vedras, corre o risco de encerrar ao público. Circulam boatos e incertezas.

Recordamos aqui o seu nascimento, há quase 70 anos, na pequena notícia publicada no semanário O TORREENSE na sua edição de 15 de Setembro de 1946.

- - - - - - - - - - - - - -

Hoje, 24 de Agosto, actualizamos este escrito. As incertezas dissiparam-se: o Café Império vai mesmo fechar. Questão de poucas semanas.



21 maio 2015

O QUE NOS PROPOMOS FAZER





CANDIDATURA PARA O BIÉNIO 2015/2016

PLANO DE ACTIVIDADES

Com o objectivo de dar continuidade ao trabalho que vem realizando, a actual Direcção propõe a sua recandidatura para o biénio 2015 / 2016 com os seguintes princípios orientadores:

     1 - Unificar a sua acção em torno do conceito de PATRIMÓNIOS e de três linhas orientadoras da sua concretização: ESTUDO E PRESERVAÇÃO / DIVULGAÇÃO / INTERVENÇÃO

     2 - Renovar a base social de apoio da Associação, procurando novos colaboradores e novos públicos.

     3 - Contribuir para a dinamização do espaço FORUM onde se situa a sua sede social.

    4 - Cooperar com as autarquias e outras associações na valorização e divulgação do nosso Património.

Analisando o anterior plano de actividades teremos de reconhecer que algumas delas não foram concretizadas mas mantêm a sua actualidade e potencialidade. Impõe-se, portanto, a sua recuperação.
Assim, e mantendo a estrutura expositiva já constante dessa plano anterior, propomos:


         1.      ESTUDO E PRESERVAÇÃO

. Continuar a organização do arquivo, designadamente a base de dados fotográfica sobre
  monumentos e aspectos urbanísticos, tendo em vista, prioritariamente, o projecto Memórias
  do século XX

. Escrever a História da ADDPCTV como forma de aprofundar a sua identidade cultural
  e valorizar a sua participação na comunidade torriense desde 1979

. Eleger anualmente um tema relevante que unifique e oriente a reflexão interna

. Concluir a primeira parte do Projecto MEMÓRIAS DO SÉCULO XX – baseada na
  recolha de testemunhos orais – e lançar uma nova abordagem centrada na
  reconstituição do tecido social, cultural e económico de Torres Vedras

. Conceber e produzir a Exposição “Torres Vedras- Memórias do Século XX” para exibição
  aquando da apresentação do documentário vídeo – a qual poderá vir a transformar-se
  em exposição permanente no quadro de uma eventual reestruturação do espaço Fórum.

. Contribuir para a preservação e valorização do espólio da Casa Hipólito, à guarda do
  MMLT (Museu Municipal Leonel Trindade), através do estudo do seu conteúdo e da
  recolha de testemunhos vídeogravados de antigos trabalhadores daquela fábrica

. Realizar colóquios/tertúlias sob a designação ARTES E OFÍCIOS, com artesãos de
  diferentes gerações, em articulação com o IAO (Instituto de Artes e Ofícios)


          2.      DIVULGAÇÃO

. Colaborar regularmente nos órgãos de comunicação social regional, nomeadamente:
  dando continuidade à rubrica PATRIMÓNIOS e à página LUGAR ONDE no semanário
  BADALADAS; textos no jornal do Centro Histórico MILA GAIPA;
  igualmente, no BOLETIM da freguesia de Santa Maria, S. Pedro e Matacães

. Organizar passeios culturais temáticos CAMINHOS DA MEMÓRIA: moinhos e
  azenhas; quintas e solares; conventos do Oeste; santuários e ermidas; outras terras,
  outros patrimónios

. Prestar serviços: visitas guiadas e sessões AO ENCONTRO DA HISTÓRIA

. Participar, no âmbito de uma parceria formal, como agente cultural específico nos projectos da
  CMTV: ISA e OFICINAS DO SABER

. Marcar presença regular na internet com os blogues PATRIMÓNIOS
  (http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.com) e LINHAS DE TORRES VEDRAS
  (http://linhasdetorres.blogspot.com ) ; Facebook com as páginas Património de
  Torres Vedras,  Associação do Património Cultural de Torres Vedras e Viva Patimónio.

. Manter abertas ou criar novas possibilidades de colaboração e de parcerias com
  escolas e outras entidades interessadas


          3.      INTERVENÇÃO

. Elaborar pareceres e apresentar propostas no âmbito das competências legalmente
  reconhecidas às associações do património (Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro)

. Participar em eventos e iniciativas locais que de algum modo se relacionem com os
  objectivos da Associação

. Comemorar o DIA INTERNACIONAL DE MONUMENTOS E SÍTIOS (18 Abril) e as
  JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO (Setembro)

. Acompanhar o desenvolvimento do Plano de Reabilitação do Centro Histórico, face às  
  alterações que venha a registar, no sentido da conservação do carácter histórico/tradicional dos
  seus edifícios e do equilíbrio do seu ambiente urbano.
  Neste âmbito:
       - Propor a revisão do mesmo Plano tendo em conta, sobretudo, a vocação de duas grandes
         zonas devolutas – os espaços da ex fábrica Hipólito e do Sporting Clube de Torres.
       - Questionar e debater o futuro da Igreja de Santiago, quanto a possíveis novas funções     
         (envolvendo a Paróquia, a CMTV e a comunidade).
       - Questionar a CMTV quanto à identificação dos vestígios do Paço do Patim.
       - Idem, sobre a pertinência da criação de um Museu Judaico, a instalar numa       
         casa do bairro do Castelo, face a uma ausência de política museológica geral.

 . Questionar e debater a actual situação do Museu Municipal e do seu importante espólio,
   designadamente em função dos novos espaços de musealização anunciados.


Para além desta sistematização, propomos ainda:

               . Actualizar a lista de sócios e adoptar um modo expedito de recepção de quotas.

               . Tendo em conta os mais de trinta anos de vigência dos actuais estatutos, realizar uma       
                  Assembleia Geral Extraordinária com a finalidade de actualizar a localização da sede 
                  social e proceder às alterações estatutárias que se revelem mais adequadas.

               . Formalizar modos de actuação da Associação em torno da elaboração de Projectos      
                 escritos com vista à sua apresentação a entidades externas que possam contribuir para a     
                 sua concretização.

               . Criar uma FOLHA INFORMATIVA em linha para sócios e outros interessados.

               . Realizar sessões abertas, em locais a designar, com vista à sensibilização e captação de 
                  novos públicos e colaboradores.

               . Estudar e concretizar parcerias para realização de estágios de apoio ao projecto TORRES 
                 VEDRAS - MEMÓRIAS DO SÉCULO XX.

   . Lançar uma colecção de livros ilustrados “Histórias de Torres Vedras”(infanto juvenil).

   . Retomar a edição do CD  sobre Torres Vedras bem como a publicação de “A Electricidade 
     em Torres Vedras” -  programada em 2012, aquando da comemoração do Centenário da
     electricidade no nosso concelho, por iniciativa da nossa Associação,
              

Joaquim Moedas Duarte / José Pedro Sobreiro /Lúis Filipe Rodrigues / Pedro Fiéis / Carlos Cunha


O QUE TEMOS FEITO - BALANÇO DE 2014





RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 
ANO 2014

A Direcção da ADDPCTV continuou a guiar-se pelos princípios definidos aquando da sua eleição em 2013, nomeadamente:  1 – orientar a sua acção pelos objectivos da Associação, constantes dos seus Estatutos; 2 –  articular três perspectivas de actuação em torno do conceito de PATRIMÓNIOS: defesa e preservação / divulgação / visibilidade de procedimentos, voltando a Associação para o exterior.

Este foi o ano da mudança para as novas instalações do Forum de Associações de Torres Vedras, com todas as vicissitudes inerentes. Essa condicionante estava explícita num terceiro princípio de acção enunciado na anterior Assembleia Geral - «adoptar um modelo de actuação ajustado às características do novo espaço da sua sede social». A inauguração da sede do Forum foi em 25 de Outubro de 2014 mas temos de reconhecer que essa linha orientadora ainda não foi desenvolvida.

Como se pode verificar nos quadros abaixo insertos, mantivemos um conjunto regular de actividades ao longo do ano com maior ou menor impacto público de acordo com as características de cada uma. Salientamos a quantidade e a diversidade de intervenções escritas – 30 no total - com textos originais publicados no Badaladas, no Boletim da Freguesia de Santa Maria, S. Pedro e Matacães e no Mila Gaipa - jornal do Cenro Histórico, criado em 2014 e de cujo corpo redactorial fazemos parte. É de toda a justiça salientar o bom acolhimento e colaboração que continuamos a encontrar no jornal Badaladas, fazendo jus, aliás, ao facto de ele ser, desde a primeira hora, um activo defensor e divulgador do nosso património cultural.

De referir ainda que, para além das actividades enunciadas no Quadro 1, foram desenvolvidas outras ao longo do tempo cuja característica básica é o facto de se prolongarem sem data definida. A saber:

• entrevistas vídeo-gravadas do Projecto MEMÓRIAS DO SÉC. XX;
• contactos frequentes com serviços camarários e outros para preparação de actividades
   ou recolha de informações;

• visitas a lugares e/ou monumentos, para aprofundar conhecimento sobre factos que
   nos foram indicados;

• nova candidatura – que não teve êxito – ao Programa Leader Oeste;

• preparação de visitas guiadas com reconhecimento prévio dos locais, recolha e
   sistematização de dados;

• No âmbito do Prémio Bienal de Arquitectura da CMTV – para cujo júri fomos, mais                             uma vez, convidados -  visita e apreciação dos edifícios a concurso, em todo o           
   concelho;

• múltiplos contactos com colaboradores da rubrica Patrimónios, no Badaladas e 
   Projecto Memórias do séc. XX;   

• presença constante e regular nos blogues e no Facebook. De referir que nesta rede
   social, para além da página inicial que atingiu o máximo permitido de adesões 
   ( 5 000 ) foi criada outra página que teve um número significativo de likes (1050). A  
   página VIVA PATRIMÓNIO, mais vocacionada para os roteiros turístico-
   patrimoniais, manteve-se activa com um número regular de visualizações.


Sistematização das actividades realizadas em 2014


JANEIRO

Página no Boletim nº 2 da Freguesia de St. Maria, S. Pedro e Matacães |Tema: Matacães
3
PATRIMÓNIOS no Badaladas
15
Visita guiada à Igreja da Misericórdia | Clube Senior CMTV
24
PATRIMÓNIOS no Badaladas
FEVEREIRO
1
Visita guiada ao Centro Histórico | Parceria  MMLT
4
Participação num colóquio sobre Turismo, AudIt. Munic., CMTV
14
PATRIMÓNIOS no Badaladas
16
Visita guiada ao Forte de S. Vicente | Parceria MMLT
19
Visita guiada à Igreja S. Pedro (T. Vedras) | Clube Senior CMTV
MARÇO

O BARRETE nº 18 – Participação no Carnaval de TV

Página no Bol. nº 3 da Freguesia de St. Maria, S. Pedro e Matacães |Tema: Chaf. dos Canos
7
PATRIMÓNIOS no Badaladas
12
Sessão na Escola Maxial ( Semana da História): Monumentos Nacionais de Torres Vedras
21
Página LUGAR ONDE no Badaladas | Azulejos setecentistas do Mestre PMP em TV
24
Visita guiada à Igreja da Freiria |Clube Senior da CMTV
28
PATRIMÓNIOS no Badaladas
ABRIL
12
Dia Intern. Monumentos e Sítios |A FONTE NOVA | Parceria com MMLT
18
PATRIMÓNIOS no Badaladas
24
Visita guiada à Igreja de Matacães | Clube Senior CMTV
MAIO
3
Visita guiada ao Museu MLT do Grupo dos Amigos do Museu e Arte Antiga
7
Visita guiada ao Convento do Varatojo | Clube Senior CMTV
9
PATRIMÓNIOS no Badaladas
21
Visita guiada ao Convento do Varatojo | Seniores de Sintra e Cascais
30
PATRIMÓNIOS no Badaladas
JUNHO

Página no Bol. nº 4 da Freg. de St. Maria, S. Pedro e Matacães |Tema: Castro do Zambujal
7
MILA GAIPA nº 1 |Jornal do Centro Histórico de TV
Abertura do QUEBRA COSTAS BAR (FORUM DAS ASSOCIAÇÕES)
12
Visita guiada à Igreja do Turcifal | Clube Senior CMTV
17
Visita guiada - “ROTA DO LITORAL” com Associação dos Amigos dos Castelos
20
 PATRIMÓNIOS no Badaladas
JULHO

Preparação das Jornadas Europeias do Património, a realizar em Setembro
11
Chás de Pedra | Santa Cruz | A Quinta das Lapas
PATRIMÓNIOS no Badaladas
AGOSTO
1
PATRIMÓNIOS no Badaladas
2
MILA GAIPA nº 2
22
PATRIMÓNIOS no Badaladas
SETEMBRO

Colaboração com o arqueólogo António Gonzalez sobre Fonte dos Negros
12
PATRIMÓNIOS no Badaladas
22
Realização de Acção de Formação (um dia) para o projecto ISA Património da CMTV
26
Página LUGAR ONDE (Badaladas)|Jornadas Europeias do Património
27
Jornadas Europ. Património - Visita Guiada à Igr. A dos Cunhados e Núcleo Museológico
Duas sessões no FORUM sobre Monumentos Nacionais de Torres Vedras
OUTUBRO

Página no Boletim nº 5 da Freg. de St. Maria, S. Pedro e Matacães | Tema: Conv. Varatojo

MILA GAIPA nº 3
3
PATRIMÓNIOS no Badaladas
24
Página LUGAR ONDE | Inauguração do FORUM
31
PATRIMÓNIOS no Badaladas
NOVEMBRO
1
Participação num colóquio sobre reabilitação do Centro Histórico | Organ. Estufa, TV
14
PATRIMÓNIOS no Badaladas
21
Página LUGAR ONDE (Badaladas)|Igreja de Santiago
DEZEMBRO

MILA GAIPA nº 4

Participação no júri do Prémio Bienal de Arquitectura da CMTV
5
PATRIMÓNIOS no Badaladas
19
Página LUGAR ONDE (Badaladas)|Igreja de S. Pedro fecha para obras
26
PATRIMÓNIOS no Badaladas



RUBRICA «PATRIMÓNIOS » no  jornal Badaladas

    3 JANEIRO q A outra face da vida no Centro Histórico (2ª Parte) à Elias de Carvalh
         24 JANEIRO q Origens da Casa Damião (1ª Parte) à Francisco Paulo Damião
    14 FEVEREIRO q Origens da Casa Damião (2ª Parte) à Francisco Paulo Damião
    7 MAÇO q  Um retrato do antigo largo de S. Pedro à Francisco Paulo Damião
    28 MARÇO q Um olhar sobre o Centro Histórico à Irene Antunes
    18 ABRIL q A vida no meu bairro (1ª Parte) à Gilda Ferreira
    9 MAIO q  A vida no meu bairro (2ª Parte) à Gilda Ferreir
    30 MAIO q à Quando eu tinha sete anos à Gilda Ferreira
    20 JUNHO q à Histórias de uma Rua à Margarida Ribeiro
    11 JULHO q Origens da Casa Lafaia à Maria La Salette Lafaia
    1 AGOSTO q O largo da Graça na década de trinta à Maria Aldina Rebelo
    22 AGOSTO q O Fundador da Ourivesaria Anselmo (I Parte) à José Afonso Torres
    12 SETEMBRO q Anselmo Torres: de Alfaiate a Ourives (II Parte)  à José Afonso Torres
     3 OUTUBRO q Origens da Ourivesaria Anselmo (III Parte) à José Afonso Torres
    31 OUTUBRO q Memórias do ‘Operário’ (I Parte) à José Ramos
    14 NOVEMBRO q Memórias do ‘Operário’ (II Parte) à José Ramos
     5 DEZEMBRO q O Bairro Leonor à Entrevista a Luís Madeira
    26 DEZEMBRO q Da Rua Detrás do Açougue ao Largo de S.to António à José Afonso Torres




SISTEMATIZAÇÃO TEMÁTICA

Muitas das actividades realizadas podem ser integradas em mais do que uma perspectiva de acção. Outras há que assumem claramente uma só vertente. Contudo,  é a pluralidade de significações que predomina. Assim, podemos agrupar as actividades pela vertente dominante:

Página no Boletim de Freguesia
4
Jornal Mila Gaipa
4
Página LUGAR ONDE - Badaladas
4
PATRIMÓNIOS no Badaladas (9 novos colaboradores)
18
Visitas guiadas
11
Sessões públicas
7
Dias especiais - Jorn. Europ.do Patrim. e Dia Intern. dos Monum. e Sítios
2
Acções em parceria com serviços da CMTV
12
Entrevistas vídeo-gravadas no âmbito do Projecto TORRES VEDRAS -  MEMÓRIAS DO SÉCULO XX (cerca de 25 horas de gravações)
9


Presença no Facebook:










Agradecemos aos nossos sócios e amigos a colaboração prestada, certos de que sem ela não teria sido possível dar continuidade à nossa missão central que é a defesa e a divulgação do nosso Património.
Torres Vedras,  Maio / 2015
A DIRECÇÃO da ADDPC



Foto inicial: Visita guiada à Igreja de Santiago